It-girls portuguesas…

O conceito de it-girl ainda é relativamente recente e normalmente não se traduz para outra língua para não perder o seu significado original. Traduzindo para português numa expressão mais livre, poderá significar “aquela de qual todos falam”, ” em voga”, “a mais-mais”…no seu estilo , um ícone de moda etc.

Para ser it-girl não é preciso ter muito dinheiro, mas sim verdadeiramente bom gosto e vestir de acordo com as circunstâncias. Por vezes as fashion-vitcims, ao tentar atrair as atenções dos fotógrafos e bloggers, vestem-se de uma forma mais extravagante ou até bizarra, mas com o passar do tempo cansam, e quase nunca conseguem aquele título tão desejado. Por isso é preciso ter cuidado para não cair no exagero e não ficar conhecida ad eternum por vestir aquele chapéu de plumas com os calções de ganga rasgados…

Além de trazer reconhecimento e nalguns casos até a fama, ser uma it-girl também poderá abrir as portas no mundo da moda, cinema, televisão (os exemplos de Olivia Palermo ou Poppy Delevigne), mas é óbvio que “as vagas são muito limitadas” e nos países mais pequenos é bastante difícil de atingir, pois não há tanta oportunidade nem eventos para poderem ser vistas como em países com uma cultura de moda e show-business como nos EUA, Inglaterra, França, Rússia  ou Itália, por exemplo.

Até agora costumava referir nos meus artigos as it-girls estrangeiras, mas hoje vou dedicar-me às it-girls portuguesas, porque também as há em Portugal. E são lindas…

Peço desculpa se algumas outras não aparecerem aqui mencionadas neste artigo, mas esta é a minha opinião pessoal e vale o que vale…

Uma das mais elegantes e bem-vestidas it-girls portuguesas é, sem dúvida, Maria João Bastos, que fica sempre impecável em qualquer lugar. É óbvio que o seu estatuto assim o exige, mas o bom gosto não se compra. Concordam que informalmente vestida ou em Gucci  está sempre glamourosa? A sua sobriedade, beleza, elegância e simpatia natural nunca passa despercebida.

Uma outra it-girl, a meu ver, é Helena Coelho. Muito bonita, elegante, sempre impecável, sem exageros e com os looks muito sóbrios e cuidados. Nota-se que tem o seu estilo próprio e não segue cegamente as tendências.

      

Mais uma it-girl , na minha opinião, que se destaca é Vanessa Martins. Também tem o seu estilo próprio, veste de acordo com a ocasião  e destaca-se, pois os seus looks estão pensados ao pormenor. Mesmo vestida de Zara ou Mango está sempre impecável e os seus atributos físicos a ajudam muito.

       

A it-girl portuguesa seguinte é Luísa Beirão. Mãe de duas crianças, está sempre impecável quer de calça de ganga quer em Chanel. Eu diria que a modelo joga sempre pelo seguro e não perde nada com isso. A sua beleza natural e sensualidade também ajudam naturalmente a destacar-se.

      

E por fim, não podia deixar de “reparar” no orgulho português no mundo da moda internacional, Sara Sampaio. Com um curriculum a aumentar de um dia para o outro, tornou-se no  “cartão de visita” português além fronteiras. A minha escolha recaiu sobre Sara não propriamente pelos seus looks (infelizmente estamos habituadas a vê-la mais vezes de biquíni nas suas sucessivas campanhas ), mas numa coisa tenho eu a certeza: Esta bonita miúda ainda vai dar muito que falar…

2 thoughts on “It-girls portuguesas…

    • Olá Maria João Bastos,
      Fiquei super surpreendida por ter ido ver o meu blog.
      Os meus elogios sobre si, são bem merecidos.
      Muito grata pelos seus comentários e pela sua atenção!
      Um beijinho,
      Marta

Os comentários estão fechados.